Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

14
Jul20

Razão e Paixão...


A vossa razão e a vossa paixão são o leme e as velas da vossa alma navegante.

Se as vossas velas e o vosso leme se romperem limitai-vos em embalar o corpo e ir à deriva, ou ficar em ponto morto no meio do mar.

Porque a razão, governando sózinha, é uma força que restringe. E a paixão entregue a si mesma é uma chama que consome até causar a sua própria destruição.

Khalil Gibran

 

V.R.S.A..JPGRio Guadiana_Vila Real de Santo António  

 

13
Jul20

Alimentos de A a Z... Alecrim


Alimentos de A a Z_alecrim.gif

 

O alecrim é um arbusto perene, de origem mediterrânica, com altura média de 1,2m, muito ramificado, sempre verde, com hastes lenhosas, folhas pequenas e finas, opostas, lanceoladas.

A parte inferior das folhas é de cor verde-acinzentado enquanto a superior é verde brilhante. As flores reúnem-se em espiguilhas terminais e são de cor azul ou esbranquiçada. Floresce quase todo o ano e não necessita de cuidados especiais nos jardins.

Toda a planta exala um aroma forte e agradável. É utilizada para fins culinários, medicinais e religiosos, o seu óleo essencial também é utilizado em perfumaria, nomeadamente, na produção da água-de-colónia - contém tanino, pineno, cânfora e outros princípios activos que lhe conferem propriedades excitantes, tónicas e estimulantes.

A sua flor é muito apreciada pelas abelhas, resultando num mel de extrema qualidade. (Há quem plante alecrim perto de apiários, para influenciar o sabor do mel)

Fresco (preferencialmente) ou seco, é apreciado na preparação de aves, caça, carne de porco, salsichas, linguiças e batatas assadas. Em Itália é utilizado em assados de carneiro, cabrito e vitela e na famosa focaccia. Na preparação de churrascos, recomenda-se espalhar um bom punhado sobre as brasas, perfumando a carne e difundindo um agradável odor no ambiente. Pode ser utilizado, também, em sopas e molhos.1

Por ser uma das ervas mais completas no que concerne a benefícios para a saúde, tem vindo a ser objecto de estudo da ciência.2 

 

Benefícios para a saúde: 

O alecrim apresenta múltiplos benefícios para a saúde, nomeadamente propriedades: antibacterianas, antifúngicas, anti-inflamatórias e analgésicas, antioxidantes, anti-tumorais/cancerígenas e antidiabéticas. É considerado um protector do fígado e um aliado no controlo do peso e na melhoria da circulação sanguínea. São-lhe, ainda, atribuídas propriedades neuroprotectoras (protecção contra doenças neurodegenerativas) e antidepressivas.  

Acção antimicrobiana, anti-dispética e anti-espasmódica: melhora a digestão e contribui para o tratamento de infecções urinárias, vómitos e diarreia. A infusão de alecrim pode ser tomada imediatamente após as refeições, sendo útil para o processo digestivo, combatendo a azia e o excesso de gases. 

Diurético: aumenta a produção de urina, diminuindo a retenção de líquidos. 

Combate o cansaço: estudos já comprovaram a eficácia do alecrim contra o cansaço, stress e ansiedade e depressão. 

Contribui para o bom funcionamento do fígado: tem um efeito hepatoprotector e diminui as dores de cabeça decorrentes de uma alimentação desregrada e excessivo consumo de bebidas alcoólicas. 

Melhora a circulação: melhora a circulação sanguínea e evita a formação de trombos (coágulos de sangue) que podem obstruir os vasos sanguíneos (veias e artérias)

 

Sugestões de utilização

Arroz de alecrim

Lombo de porco com alecrim

Focaccia de alecrim

Bolo de alecrim coberto com pêra caramelizada

 

1https://pt.wikipedia.org/wiki/Alecrim

2https://www.researchgate.net/publication/330517417_Rosmarinus_officinalis_L_an_update_review_of_its_phytochemistry_and_biological_activity

 

06
Jul20

Alimentos de A a Z... Agrião


 

Dando seguimento à rubrica Alimentos de A a Z... hoje, o protagonista será o agrião!

 

Alimentos de A a Z_agrião.gif

 

De sabor forte e ligeiramente amargo, o agrião é o ingrediente perfeito para saladas e sopas, sendo uma das hortaliças mais consumidas em Portugal. Pertence à família das crucíferas (tal cmo os brócolos, rábano e couves). Gosta de humidade e tempo fresco, crescendo em terrenos que tenham lençóis de água e alguma sombra.1

 

 

A origem1

 

O agrião é cultivado no Mediterrânico, pelo menos, desde o tempo da Grécia Antiga, altura em que era consumido pelos soldados, que acreditavam que a planta constituía uma fonte primordial para os manter saudáveis em combate.

No século XIX, no Reino Unido, era consumido ao pequeno-almoço, entre duas fatias de pão. Caso o rendimento não possibilitasse comprar o pão, o que era frequente, o agrião era comido sem acompanhamento algum. A partir daí o agrião ficou conhecido como “the poor man’s bread” - o pão dos pobres. Também os monges irlandeses eram grandes consumidores de agrião com pão e, já na altura, pregavam os seus benefícios nutricionais.

Antigamente, por nascer selvagem junto a águas paradas, tinha uma má reputação sendo associado a águas poluídas e contaminações. Hoje em dia é vendido em supermercados e não representa qualquer tipo de malefício para a saúde.2

Em Portugal existem três tipos de agrião: o agrião de água (ou de rio), o agrião da horta e o agrião de jardim. Normalmente o primeiro é o que tem o sabor mais forte.

O agrião é bastante perecível o que quer dizer que as suas folhas ficam amarelas rapidamente. Torna-se uma vantagem no sentido em que, se o estiver a consumir verde, quer dizer que está no seu estado de maior frescura.

 

Como comprar e conservar2
 

Ao comprar agrião, escolha os molhos com aparência fresca e viçosa, com verde intenso e sem folhas amarelas ou acastanhadas. Pode também optar por comprar agrião embalado, tendo em atenção o estado das folhas e o prazo de validade.

À temperatura ambiente o agrião mantém-se por cerca de 1 dia. Caso opte por armazená-lo no frigorífico, mantém-se durante cerca de 3 dias, desde que protegido em plástico ou recipiente fechado.

 

Informação Nutricional2
 

O agrião é um alimento de baixo valor calórico, apenas 23 calorias por cada 100 gramas e uma importante fonte de fibra. É rico em vitamina A, C e ácido fólico e minerais (cálcio, ferro, potássio e fósforo). Tendo sido considerado o mais nutritivo de todos os vegetais.3

 

Princípios activos4

 

Os princípios activos mais importantes são os isotiocianatos, constituintes fitoquímicos comuns em todas as plantas desta família, com uma forte acção anticancerígena. Contém também caroteno, luteína e vitamina C, com acção no sistema imunitário e no sistema circulatório, vitaminas do complexo B, que contribuem para o tratamento de doenças do sistema nervoso e vários minerais, entre os quais o ferro, útil na formação de hemoglobina.

 

Principais propriedades4

 

O agrião é indicado na quimioprevenção, prevenção do cancro através da ingestão regular de alimentos com propriedades anticancerígenas. Este alimento é ainda antianémico, aumentando a concentração de glóbulos vermelhos e hemoglobina. Muito apreciado e utilizado em Portugal, sobretudo em sopas e saladas, o agrião tem uma acção odontálgica, aliviando as dores de dentes de forma natural.

O agrião tem, também, um efeito remineralizante, sendo um alimento utilizado em casos de convalescença, na alimentação de desportistas e ainda na alimentação de crianças em crescimento. Este vegetal potencia, também, o crescimento do cabelo por aplicação interna e externa. Depurativo e diurético, pode ser usado como coadjuvante no tratamento da diabetes, como defendem muitos médicos e nutricionistas.

 

Utilização1

Apesar de o usarmos bastante  em saladas e sopas, o agrião é bastante mais versátil do que isso. Pode dar um um óptimo esparregado, ou até um nutritivo molho pesto para juntar a massas por exemplo. Seguindo a tradição britânica, pode-se juntar a pão, consumido em sandes, tostas e até hambúrgueres. Se for consumido cru, tanto melhor – maiores são os benefícios.

 

Sugestões de receitas:

Sopa de agrião

Salada de agrião com beterraba e laranja

Sanduíche vegetal

Bolo de agrião

 

 

1https://www.pingodoce.pt/escola-de-cozinha/ingredientes/agriao-o-aquatico/

2https://saboreiaavida.nestle.pt/bem-estar/agriao#gs.9u6krn

3https://www.cdc.gov/pcd/issues/2014/13_0390.htm#table2_down

4https://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/agriao

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D