Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Liberdade aos 42

... a vida depois da enfermagem...

Liberdade aos 42

... a vida depois da enfermagem...

31
Mar20

Uma manhã "terapêutica"...


O dia amanheceu cinzento... mas com uma temperatura agradável!

Fiz a minha bebiba vegetal de aveia, tomei o pequeno-almoço, coloquei os ingredientes no recipiente da máquina de fazer pão, programei um "pão básico" (com passas e sementes), liguei a máquina e deixei-a a fazer o seu trabalho...

 

bva.jpg

Bebida vegetal de aveia caseira

 

Entretanto, fui arrancar umas ervas daninhas que tentam ocupar espaço na minha horta, colhi algumas batatas e dei por finalizado o trabalho, no exacto momento em que começaram a cair uns aguaceiros espaçados... simplesmente perfeito!

 

btts.jpg

Batatas acabadinhas de colher

 

Ao som da chuva, que caía suavemente, tomei um duche e troquei de roupa... mesmo a tempo de retirar o pão da máquina... uma delícia!

 

pão_MFP.jpg

Pão quentinho

 

E assim, quase sem dar por isso, se passou a manhã...

 

30
Mar20

Uma receita docinha...


Bolo de maçã e canela

Bolo de maçã e canela.jpg

Bolo de maçã e canela

Ingredientes:

  • 4 maçãs pequenas
  • 3 ovos
  • 2/3 de chávena + 5 colheres de sopa de açúcar amarelo
  • 1 colher de sopa de canela em pó
  • 3 colheres de sopa de vinho do Porto
  • ½ chávena de azeite
  • 1 chávena de farinha de trigo 55 (sem fermento)
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • Geleia q.b. para pincelar

Preparação:

Ligue o forno a 180ºC.

Unte uma forma quadrada (20x20cm) com manteiga, forre com papel vegetal, volte a untar, polvilhe com farinha e reserve.

Descasque as maçãs e retire as sementes. Corte uma das maçãs em fatias finas e reserve. Corte as restantes maçãs em quadradinhos, coloque numa taça, adicione 5 colheres de sopa de açúcar e 3 colheres de sopa de vinho do Porto e reserve.

Coloque os ovos, o azeite e o açúcar no liquidificador e misture bem até obter um preparado homogéneo.

Verta o preparado numa taça, misture os quadradinhos de maçã e adicione, aos poucos, a farinha misturada com o fermento. Envolva bem, sem bater, e coloque na forma. Distribua a maçã fatiada pela superfície da massa e leve ao forno. Deixe cozer por cerca de 50 minutos (faça o teste do palito antes de desligar o forno).

Desenforme e pincele, de imediato, com geleia a gosto.  

 

Bom apetite!

 

29
Mar20

"Resistiré"...


Hoje partilho uma canção que se tornou um hino de união e resistência, em Espanha, e que me tem emocionado por estes dias...

 

 
Resistiré
 
Cuando pierda todas las partidas
Cuando duerma con la soledad
Cuando se me cierren las salidas
Y la noche no me deje en paz
 
Cuando sienta miedo del silencio
Cuando cueste mantenerme en pie
Cuando se rebelen los recuerdos
Y me pongan contra la pared
 
Resistiré, erguido frente a todo
Me volveré de hierro para endurecer la piel
Y aunque los vientos de la vida soplen fuerte
Soy como el junco que se dobla,
Pero siempre sigue en pie
 
Resistiré, para seguir viviendo
Soportaré los golpes y jamás me rendiré
Y aunque los sueños se me rompan en pedazos
Resistiré, resistiré
 
Cuando el mundo pierda toda magia
Cuando mi enemigo sea yo
Cuando me apuñale la nostalgia
Y no reconozca ni mi voz
 
Cuando me amenace la locura
Cuando en mi moneda salga cruz
Cuando el diablo pase la factura
Si alguna vez me faltas tu
 
Resistiré, erguido frente a todo
Me volveré de hierro para endurecer la piel
Y aunque los vientos de la vida soplen fuerte
Soy como el junco que se dobla,
Pero siempre sigue en pie
 
Resistiré, para seguir viviendo
Soportaré los golpes y jamás me rendiré
Y aunque los sueños se me rompan en pedazos
Resistiré, resistiré
 
 
Fonte: Musixmatch
Compositores: Carlos Toro Montoro / Diego Manuel de la Calva
Intérpretes: Dúo Dinámico (Manuel de la Calva y Ramón Arcusa)
Letras de Resistire © Emi Music Publishing Spain Sa, Peermadrid Star, Peermadrid Star (peermusic Spain)
 
 
27
Mar20

A Liberdade de... Travellight


 

Liberdade

 

fullsizeoutput_45d4

 

Liberdade… Quantos vezes sentimos a sua falta e quantas vezes temos vontade de partir, de fugir das responsabilidades, das decisões que não conseguimos tomar, das dificuldades e de tudo mais que nos aflige…

Voar como um pássaro, poder ir e vir, sem restrições, sem preocupações? Será isso ser livre?

Liberdade não é a ausência de compromissos, mas a capacidade de escolher e me comprometer com o que é melhor para mim.” escreveu Paulo Coelho no livro ”O Zahir”. 
Concordo, mas isso requer coragem e nem sempre é fácil, porque não existimos sozinhos no mundo e as nossas decisões tem consequências que inevitavelmente afetam os que estão à nossa volta. Ser livre para poder cometer erros, falhar, tentar novamente e assumir riscos, implica aceitar que podemos ser incompreendidos e até deixar ficar mal alguém que dependa de nós.

Mas eu acho que a liberdade não é apenas fazer o que queremos num determinado momento; É também construir o nosso caminho, decidindo como, onde e com quem o queremos percorrer.

Sempre me considerei privilegiada por ser portuguesa e por ter nascido no ano em que nasci. Tenho direitos e liberdades que noutro lugar ou noutro tempo, apenas por ser mulher, me poderiam ter sido negados. Se tivesse nascido um século antes, por exemplo, não poderia votar e não poderia trabalhar fora ou viajar para o estrangeiro sem autorização do meu marido. A minha vida seria totalmente diferente.

Eu não seria verdadeiramente livre. Eu não poderia escolher o que é melhor para mim.

Convém porem não esquecer que aliado à capacidade de escolha, está a responsabilidade que emana desse privilégio. É aqui que a moral e a ética, próprias de cada pessoa e de cada sociedade, pesam.

Viajar meio mundo permitiu-me conhecer diferentes realidades. Ver de perto como funcionam democracias e ditaduras. Questionar o mundo e o meu lugar nele.
Será que a democracia funcionaria sem as regras e leis que punem exatamente a falta de responsabilidade associada à liberdade?

Eu sou livre dentro de um espaço limitado, aquele que marca os meus próprios valores e aqueles que as leis me proporcionam. Em alguns países, essas leis estarão de acordo com o que acredito, em outros serão mais restritivas, e o conflito poderá surgir.

Onde entra a "liberdade" nisto tudo?

Na minha perspetiva a liberdade corresponde não só à escolha de uma ou outra ação, mas estende-se também aos pensamentos e emoções. Implica alcançar a sintonia entre valores, desejos, comportamentos e atitudes.

E é por isso que viajar é tão importante para mim. É o laboratório perfeito para questionar e testar todas as suposições, medos e ideias pré-concebidas. Dessa descoberta podem surgir novas conclusões e novas maneiras de pensar.
Uma coisa é ler sobre um lugar, outra é andar pelas ruas, comer a comida e interagir com outro povo e outra cultura. A experiência de viajar reforça que, embora possamos parecer muito diferentes uns dos outros, muitas vezes trabalhamos na direção de um mesmo objetivo. Vemos o outro em nós, e nós mesmos no outro.

Quando saímos do nosso cantinho, descobrimos que fazemos parte de uma comunidade mundial e essa consciência obriga-nos a cuidar do planeta, a cuidar da humanidade e a assumir responsabilidades. A nunca desistir de lutar pela liberdade dos nossos valores mas também a perceber que nem sempre os valores dos outros estão errados.

 

Texto e foto da autoria de: Ana Barreto

 

26
Mar20

Reflexão...


Quando vou à horta e, por lá, permaneço em silêncio a observar as plantas, reparo que nada mudou...

O Sol continua a brilhar, o vento continua a soprar e a fazer viajar as nuvens ao sabor da sua vontade...

nuvens.JPG

 

Os pássaros continuam a banquetear-se com as nossas nêsperas, enquanto entoam cantorias animadas...

nesp_d.JPG

pássaro.JPG

 

Os insectos continuam a deliciar-se com as flores das couves, da laranjeira e do pessegueiro...

couves.JPG

pmv_4.JPG

abelha.JPG

n_p.JPG

pessegueiro.JPG

 

Esta constatação faz-me reflectir...

Eles continuam, impávidos e serenos, a viver as suas vidinhas, indiferentes ao flagelo que assola a Humanidade...

A Natureza segue o seu curso...

Os Humanos, quando ultrapassarem esta crise, voltarão (impávidos e serenos) às suas vidinhas habituais, aos níveis assustadores de poluição/destruição, indiferentes ao que os rodeia... visando o lucro fácil e rápido, custe o que custar... até ao próximo "susto"... 

 

25
Mar20

Apelo!


Começo por me dirigir a todos aqueles que, por via de alguns comportamentos irreflectidos e negligentes (muitas vezes, guiados pela inconsciência e pela desinformação ou por manifesta irresponsabilidade), condicionam a nossa saúde e segurança:

Isto não é um simulacro e, muito menos, uma brincadeira... estamos perante o maior desafio de Saúde Pública que alguma vez enfrentámos... um desafio que pode ser superado se TODOS nos consciencializarmos de que o nosso comportamento (individual) importa, que faz mesmo (toda) a diferença...

Por favor, não queiram ser lembrados como aqueles que, por ignorância ou arrogância, contribuiram para a morte de alguém... reflictam e ajam de forma responsável, mudem comportamentos...  MUITO OBRIGADA!!!    

A todos os outros, cidadãos responsáveis e cumpridores, que felizmente são a esmagadora maioria: 

Mais do que criticar os comportamentos irresponsáveis dos outros, é tempo de educar...

e não há melhor forma de educar do que dar o exemplo...

sejamos, então, cidadãos exemplares, sem excepção!...

cidadãos responsáveis, dotados de bom senso, solidários e cumpridores escrupulosos das orientações das Autoridades de Saúde... agentes de Saúde Pública!

MUITO OBRIGADA!!!

 

Mais informações aqui.

 

23
Mar20

Precisamos de serenidade...


"A serenidade não é frivolidade nem complacência, é o mais elevado conhecimento e amor, a afirmação de que a realidade se encontra desperta, à beira de todas as profundezas e abismos. A serenidade é o segredo da beleza e a verdadeira substância de toda a arte."

Hermann Hesse

 

Cabanas de Tavira.JPGCabanas de Tavira (do meu arquivo pessoal)

 

A serenidade ajuda-nos a combater o medo e a usar o bem senso, condições essenciais para agir com responsabilidade e evitar comportamentos de risco!

Por favor, faça a sua parte... cumpra as orientações das Autoridades de Saúde!

 

Torne-se um agente de Saúde Pública...

seja o elo mais forte!

 

Mais informações aqui.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D