Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

30
Jul21

Liberdade e organização...


"A organização é indispensável, porque a liberdade só surge e tem sentido dentro de uma comunidade auto-regulamentada de indivíduos que colaboram livremente. Porém, mesmo que indispensável, a organização pode também ser fatal. A organização em excesso transforma em autómatos homens e mulheres, reprime o espírito criador e elimina a própria possibilidade de liberdade. Como sempre, o único caminho seguro está no meio termo, entre o excesso do laissez-faire, num dos topos da escala, e o controlo total, no outro extremo."

Aldous Huxley in Admirável Mundo Novo

 

caracóis.JPG

No campo...

 

27
Jul21

Pensar que vai haver outra oportunidade...


"Tenho um pensamento optimista na vida em geral, nas coisas em que me meto. Luto por elas. E se tenho derrotas, tento transformá-las em vitórias; ou seja, ver o que há de positivo no que aconteceu. Aliás, este é o único mecanismo que nos permite sobreviver ao erro. Pensar que vai haver outra oportunidade."

João Lobo Antunes

 

KT_.JPGÀ espera de uma nova oportunidade...

 

26
Jul21

Agradecimento...


Muito Obrigada à Equipa Sapo Blogs por me brindar com (mais) um destaque (desta vez, em dose dupla) e, sobretudo, pelo vosso incansável trabalho (invisível), que nos permite (a Todos) usufruir desta Maravilhosa plataforma de partilhas

 

"A gratidão é o único tesouro dos humildes."

William Shakespeare

 

Alimentos de A a Z_coentros.gif

Alimentos de A a Z... Coentros

 

 

Vida Difícil...

Padre Vasco Pinto de Magalhães: "Enquanto não aceitarmos que a vida é difícil, e isso não é mau, não só não arranjamos estratégias e calma para vencer as dificuldades, como as aumentamos e arranjamos uma dificuldade maior"

26
Jul21

Alimentos de A a Z... Coentros


Na sequência da rubrica "Alimentos de A a Z", hoje, apresento-vos os coentros.

 

Alimentos de A a Z_coentros.gif

 

História

Os coentros são originários da bacia mediterrânica e do Médio Oriente. Foram provavelmente dos primeiros condimentos cultivados, tendo sido conhecidos e utilizados na farmacopeia sumérica e babilónica há já cinco mil anos, como o testemunham as placas de argila com caracteres cuneiformes encontradas nas ruínas de Nippur.
 
Também se encontram referências a esta planta em textos sânscritos, na Bíblia (Números, 11:7); Êxodo, 16:31) e no Papiro Ebers (presumivelmente de 1550 a.C.), onde é referido que os Egípcios faziam macerar os coentros no vinho para aumentar um certo estado de exaltação a que podemos chamar embriaguez. Os coentros foram igualmente encontrados no túmulo de Tutankamon (cerca de 1343 a.C.).
 
Os Gregos acreditavam que a planta tinha propriedades afrodísiacas e, segundo o médico grego Dioscórides (cerca de 40 – 90 a.D.), ingerir coentros podia aumentar a apetência sexual masculina. Hipócrates (cerca de 460 – 377 a.C.), por sua vez, consagrou aos coentros um tratado completo com o título «Korion».
 
Quanto aos Romanos, adicionavam folhas de coentros quando coziam legumes e cevada, e Virgílio (70 – 19 a.C.) descreve um molho feito com sementes de coentros, arruda, segurelha, hortelã, aipo selvagem, cebola, tomilho, alho e poejos.
Também existem referências à planta na China, durante a dinastia Han.
 
Na Idade Média, a planta era utilizada para preparar filtros de amor, e foi mencionada como um afrodisíaco no livro «As Mil e Uma Noites».
 
 
Origem do nome:
 
O nome da planta em português e na maior parte das línguas europeias tem origem em coriandrum, o nome em latim da planta, que é derivado da palavra grega koríandron ou koríannon. Há quem pense, por sua vez, que a raiz da palavra grega poderia ter derivado de koris (percevejo) e seja uma alusão ao aroma forte da planta, quando friccionada, que faria lembrar o cheiro daquele insecto. Nada prova essa teoria (Dulce Rodrigues).
 

 

Propriedades

Os coentros são digestivos, anti-sépticos e calmantes. Na Índia, são considerados afrodisíacos, uma vez que servem para aumentar as glândulas mamárias (mas esta é, apenas, um dos seus inúmeros benefícios). Os coentros têm quatro vezes mais caroteno e três vezes mais cálcio do que a salsa. Têm ainda proteínas, sais minerais, vitamina B e niacina. As folhas são muito ricas em ferro e vitamina C (tanto os coentros como a salsa ajudam a neutralizar o hálito do alho e a tisana das folhas combate a fadiga e alguns tipos de enxaquecas).

As suas sementes são um excelente digestivo (quando mastigadas depois da refeição) e aliviam as dores de estômago em caso de digestões difíceis, vómitos e flatulência, estimulando o apetite e ajudando na secreção de sucos gástricos e intestinais.

Na medicina chinesa, inalam-se os vapores dos ramos dos coentros e massaja-se o corpo com chá para acalmar a comichão e eliminar as borbulhas do sarampo. Na antiguidade, estes eram mais utilizados pelas suas propriedades medicinais, mas hoje em dia é mais comum serem usados na culinária.

 

Principais benefícios associados ao consumo

Inibem compostos carcinogénicos na carne vermelha

Um estudo realizado em 2010 descobriu que a adição de coentros, Boesenbergia rotunda, galangal, açafrão ou cominhos à carne de bovino que é frita inibe a formação de amino-heterocíclicos na mesma. Estes são componentes cancerígenos que se desenvolvem na carne quando é cozinhada a altas temperaturas.

Têm um efeito analgésico e anti-inflamatório

O extracto de coentros tem um efeito analgésico e anti-inflamatório, segundo um estudo feito com ratos. Estes efeitos foram a conclusão de outro estudo publicado em 2015.

São ricos em carotenóides

Segundo um estudo irlandês de 2010, os coentros – assim como o manjericão – são ricos em carotenóides, ultrapassando outras aromáticas como menta, salsa e alecrim. Os coentros e o manjericão tinham, de acordo com o estudo, os níveis mais elevados de beta-caroteno, luteína e zeaxantina e ainda beta-criptoxantina. O beta-caroteno ajuda a proteger a pele da exposição solar e ajuda a prevenir a degeneração macular dos olhos, uma condição associada à idade avançada. A luteína e zeaxantina estão presentes nos olhos humanos; a sua ingestão previne e reduz as cataratas e a degeneração macular. A beta-criptoxantina ajuda na formação de vitamina A, que é importante para os olhos, para o crescimento e para o sistema imunitário.

São antifúngicos

De acordo com um estudo publicado em 2014, o extracto das folhas dos coentros inibe a actividade do fungo Candida sppEste pode causar infecções na boca, nos genitais, no aparelho gastronintestinal ou na pele.

 

Na culinária

As sementes dos coentros devem ser adicionadas no início da cozedura, já as folhas devem ser consumidas cruas ou adicionadas no final da confecção para manterem todas as suas propriedades e evitar que adquiram um sabor amargo. A incorporação de coentros nos pratos com leguminosas favorece a reabsorção dos gases intestinais.

As sementes de coentros podem ainda ser utilizadas para aromatizar a cerveja e o gin e produzir licores digestivos. Também costumam ser usados para aromatizar vinagre e vários tipos de conservas como puré de tomate, pêras ou maçãs, salsichas ou patés. Na Índia, é um ingrediente essencial do caril em pó.

Tanto as folhas como as sementes salientam o sabor da choucroute, beterraba, cornichons, cogumelos, alcachofras e salada várias, especialmente de batata. (Adicionar uma ou duas sementes esmagadas a uma chávena de café confere-lhe um excelente sabor).

Apesar de, muito apreciados por alguns, outros há que dizem que os coentros "sabem a sabão". Há um estudo que mostra uma possível explicação para o estranho fenómeno, ao descobrir duas variantes genéticas associadas à percepção do sabor da erva aromática. 

 

No jardim

Embora possam ser cultivados como erva aromática, convém separá-los das plantas de jardim, pois o forte aroma da folha e sementes frescas pode ser prejudicial para algumas plantas. Sabe-se, no entanto, que afasta os afídeos, aos quais é imune.

Quando associada ao funcho, impede a formação das suas sementes, enquanto que ajuda a germinar as do anis. As suas lindas e delicadas flores fazem lindos canteiros e atraem abelhas. O aroma das suas sementes vai-se tornando mais intenso e agradável à medida que estas vão amadurecendo (Fernanda Botelho).

 

Sugestões de utilização:

Açorda de cação e coentros

Amêijoas com coentros

Arroz de coentros

Azeite de coentros

Bacalhau com pesto de coentros

Bife de atum com molho de coentros

Caldeirada de coelho aromatizada com coentros

Caldo-verde com coentros

Camarões no forno com coentros

Chutney de coentros

Creme de coentros

Frango panado com molho de coentros

Molho de coentros e lima

Piso de coentros e manjericão

Salada de polvo com pimentos e coentros

Salmão em crosta de broa com coentros

Sopa de coentros

Tamboril salteado com coentros

Tiras de entrecosto com alho e coentros

 

http://www.dulcerodrigues.info/plantas/pt/coentros_pt.html

https://www.raulvalente.pt/comidas/condimentos/plantas-aromaticas/coentros/

https://www.dn.pt/dn-ocio/o-segredo-do-coentro-e-da-salsa-e-de-outras-ervas-aromaticas-12759992.html

https://lifestyle.sapo.pt/saude/saude-e-medicina/artigos/coentros

https://mamapaleo.blogs.nit.pt/receita/chucrute-os-seus-surpreendentes

https://batatadoceira.blogspot.com/2018/12/cultivo-coentros.html?m=1

https://www.cantinhodasaromaticas.pt/produto/coentros-coriandrum-sativum-3/

https://www.margao.pt/produtos/ervas-e-especiarias-e-pimentas/especiarias/coentros-moidos

https://revistaatletismo.com/conheca-os-beneficios-dos-coentros-para-a-saude/

https://revistajardins.pt/4-beneficios-coentros/

https://www.fitnesshut.pt/nutrihut/receitas/coentro-para-que-serve-e-propriedades/

https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2017-04-04-nao-gosta-de-coentros-sabem-lhe-a-sabao-a-culpa-pode-ser-de-um-gene/

 

23
Jul21

Não há Liberdade sem direcção...


"É fácil estabelecer a ordem de uma sociedade na submissão de cada um dos seus componentes a regras fixas. É fácil moldar um homem cego que tolere, sem protestar, um mestre ou um Corão. Mas é muito diferente, para libertar o homem, fazê-lo reinar sobre si próprio.
Mas o que é libertar? Se eu libertar, no deserto, um homem que não sente nada, que significa a sua liberdade? Não há liberdade a não ser a de «alguém» que vai para algum sítio. Libertar este homem seria mostrar-lhe que tem sede e traçar o caminho para um poço. Só então se lhe ofereceriam possibilidades que teriam significado. Libertar uma pedra nada significa se não existir gravidade. Porque a pedra, depois de liberta, não iria a parte nenhuma."

Antoine de Saint-Exupéry, in 'Piloto de Guerra'

 

caminhos cruzados.JPG

Praia dos três irmãos...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub