Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

30
Abr20

É difícil para todos...


Que os tempos que vivemos são difíceis já todos constatámos... são difíceis para todos, no entanto, muito diferentes no grau de dificuldade que cada um experiencia...

Certamente que quem perdeu o emprego ou viu a sua sustentabilidade financeira claramente abalada terá preocupações diferentes daqueles que mantêm a estabilidade económica...

Quem teve a infelicidade de ficar doente neste período (com ou sem covid-19) também terá, obviamente, preocupações acrescidas porque teme pela sua Vida...

E muitas outras situações haveria para enunciar... mas vou centrar-me naqueles que, teoricamente, "apenas" lhes foi pedido que ficassem em casa, sem outras alterações relevantes na sua vida...

Para estes, os ditos sortudos, as primeiras semanas foram mágicas, repletas de ideias e afazeres domésticos outrora adiados... o problema começou com o acumular dos dias iguais, em que a paciência e a motivação, para fazer o que quer que fosse, se foi esgotando e agora só querem "ordem de soltura" para retomarem a vida de outrora...

desconfinamento está ao virar da esquina e requer, sobretudo, bom senso, equilíbrio e muita responsabilidade nas atitudes e comportamentos de todos e de cada um...

Estaremos todos "na mesma página", "a ver o mesmo filme"?

Como escrevi outro dia, em resposta a um comentário:

"Gostaria muito de estar enganada... mas, muito sinceramente, não consigo ter assim tanta "fé" na Humanidade... também não acredito que esta "guerra" nos tenha tornado "melhores pessoas"... creio que, quem já era "bom" continuará a ser e quem não o era não é agora que se tornará (muito pelo contrário)!
Ainda temos muitas "batalhas" pela frente e não serão tempos fáceis... mas não sou derrotista ou fatalista e acredito que, se o bom senso e a responsabilidade de cada um prevalecer, poderemos ter uma "guerra menos sangrenta e menos duradoura"...

 

29
Abr20

Muitos Parabéns Minha Querida!


Foi no (longínquo) dia 19 de Fevereiro de 2019 que me encontraste por estas paragens e, desde então, mantemo-nos unidas nesta Vida virtual...

Conquistaste (por mérito próprio) um lugar de destaque no Meu coração... és uma Pessoa Muito Especial de quem é impossível não gostar...

Tornaste-te uma AMIGA (e olha que, para mim, AMIZADE é uma coisa muito séria!)... é um enorme privilégio ter-te como Amiga e ser tua Amiga!

Em Agosto conhecemo-nos pessoalmente, o que "apenas" serviu para confirmar todas as tuas qualidades... és genuína, com uma alma iluminada e um coração generoso, dotada de um optimismo admirável e contagiante...

Apesar da geografia teimar em nos separar, o laço que nos liga une-nos (ainda) mais a cada dia que passa...

Muito Obrigada por me teres encontrado, por permaneceres na Minha Vida e por seres a Pessoa Maravilhosa que és!

Hoje é o Teu Dia! Feliz Aniversário Minha Querida Luísa!

 

Alvor_Ria.JPGFoi aqui que nos encontrámos numa tarde soalheira e um pouco ventosa...

 

25
Abr20

Liberdade!


Liberdade
 
— Liberdade, que estais no céu...
Rezava o padre-nosso que sabia,
A pedir-te, humildemente,
O pio de cada dia.
Mas a tua bondade omnipotente
Nem me ouvia.

— Liberdade, que estais na terra...
E a minha voz crescia
De emoção.
Mas um silêncio triste sepultava
A fé que ressumava
Da oração.

Até que um dia, corajosamente,
Olhei noutro sentido, e pude, deslumbrado,
Saborear, enfim,
O pão da minha fome.
— Liberdade, que estais em mim,
Santificado seja o vosso nome.   

Miguel Torga, in 'Diário XII'
 

De Abril....JPGNo cimo da escada, junto à porta de entrada

 

24
Abr20

A Minha Liberdade...


Amanhã assinala-se o Dia da Liberdade!

Este ano será uma celebração muito diferente do habitual... por força das actuais circunstâncias será uma Liberdade enclausurada, confinada em cada lar.

Decidi, por isso, escolher este momento para partilhar a Minha Liberdade...

Há muito tempo atrás, teria eu 4 para 5 anos, aprendi o significado e a importância da Liberdade...

Como já vos contei, cresci no campo... e sempre adorei os passarinhos... os pintassilgos, em particular, talvez pelas suas cores e pela sua melodia encantadora...

Um dia descobri que havia um ninho (numa das árvores do pomar) com passarinhos bebés e pedi ao meu para levar um para casa...

O meu pai disse-me que não podíamos fazer isso e eu insisti e insisti e, então, o meu pai perguntou-me como eu me sentiria se um estranho me levasse para sua casa e me afastasse dos meus pais. Eu fiquei muito assustada e respondi que ficaria muito triste... e o meu pai respondeu: "assim ficaria o passarinho!"

Fiquei calada e... poucos minutos depois, no caminho de regresso a casa, disse ao meu pai: "mas podíamos construir uma casa grande e levar a família toda!"... o meu pai ficou a olhar para mim, fixamente, durante alguns segundos e depois respondeu (com uma pergunta):

"Gostarias que nos obrigassem a ir viver para outra casa e nos tirassem a Liberdade de podermos andar por onde nos apetecesse?"

Perguntei ao meu pai: "o que é a Liberdade?" - e, até hoje, nunca mais esqueci as suas palavras...

"Liberdade é respeitar a vontade dos outros, deixar que eles escolham o que querem fazer, onde e com quem querem estar e, mesmo assim, continuar a gostar deles e a desejar que voltem a nos alegrar com a sua presença..."

Fiquei a pensar nas suas palavras...

Já em casa, disse: "pai já não quero prender os passarinhos... mas podemos ir visitá-los na casa deles, todos os dias?!"...

O meu pai respondeu afirmativamente mas advertiu-me: "tens de perceber que eles são livres e um dia vão embora e talvez nunca mais voltem... mas não deves ficar triste porque eles vão conhecer outras meninas como tu, cantar para elas e fazê-las sorrir..."

Durante vários anos consecutivos, um casal de pintassilgos construía o seu ninho na mesma árvore... não sei se era o mesmo, mas gostava de acreditar que sim... que, pelo facto de lhes ter dado liberdade de escolha, eles escolheram voltar e fazer-me sorrir todos os anos...

Muitas vezes, ao longo dos anos, relembrámos esta história e o meu pai dizia-me sempre que: "se queremos ser Livres, temos de respeitar a Liberdade alheia, mesmo que essa escolha nos deixe de "coração apertado"..."  

 

SagresO nosso lugar... Sagres

 

23
Abr20

Ler...


"A maior aventura de um ser humano é viajar,
E a maior viagem que alguém pode empreender
É para dentro de si mesmo.
E o modo mais emocionante de realizá-la é ler um livro,
Pois um livro revela que a vida é o maior de todos os livros,
Mas é pouco útil para quem não souber ler nas entrelinhas
E descobrir o que as palavras não disseram..."

Augusto Cury

 

Livros Meus.JPG

Alguns dos meus fiéis companheiros de viagem...

 

22
Abr20

Um bolinho para o chá...


Olá a tod@s!

Hoje partilho uma sugestão docinha para acompanhar o chá!

Espero que gostem!

 

Bolo_chá.jpgBolo de maçã e amêndoa

fatia.jpg

Bolo de maçã e amêndoa

Ingredientes:

  • 200 g de açúcar
  • 200 g de farinha de trigo com fermento (autolevedante)
  • 50 g de amido de milho
  • 150 g de óleo de côco
  • 5 Ovos grandes
  • 1 maçã + 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 1 Cálice de licor de canela
  • 3 Colheres de sopa de amêndoa moída
  • 100ml de bebida vegetal

 

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180 º C.

Unte e polvilhe, com farinha, uma forma redonda ou quadrada  (20cm de diâmetro ou 20x20cm).

Corte a maçã em cubinhos, regue com o sumo de limão e reserve.

Bata a óleo de côco com o açúcar até obter um creme esbranquiçado.

Junte as gemas e continue a bater.

Adicione a farinha, o licor, a bebida vegetal, a amêndoa e a maçã.

Bata as claras em castelo e adicione à massa, envolvendo-as suavemente.

Deite a massa na forma e leve ao forno por cerca de 50 minutos.

Faça o teste do palito, antes de desligar o forno, para verificar a cozedura.

Retire do forno, desenforme e decore a gosto.

Nota: Se o bolo começar a ganhar cor, a meio da cozedura, coloque uma folha de papel de alumínio por cima para este não queimar.

 

Bom apetite!

 

Pág. 1/3