Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

20
Set19

A Liberdade de... Sarin


Liberdade é…

… alimentar ideias até na ponta da navalha. E escolher o fio com que as soltar ou prender.

… dançar nas águas movediças como nas areias estagnadas e de música esquecidas. Dançar porque apetece ou não dançar de todo.

… calçar e descalçar os medos recusando a moda de temores alheios. Sem receios.

… anelar branduras de musgo ao sol de um choupo velho e inalar loucuras de maresia onde ele não há. Só porque sim.

… sofrer os riscos polidos pela vontade de os correr. E fazer da vontade meta.

… travar as guerras escolhendo a paz pegando em pás. Que o longe se faz perto quando ombreamos na sementeira e na colheita.

… matar as horas e os meios-termos antes de termos os meios mortos e sem horas. 

 

Porque

 

Liberdade não é…

…Ter o pensamento tolhido colhido conduzido.

… Ter os pés pesados por grilhões trauteados.

… Viver os temores impostos, expostos ou sussurrados.

… Penar a vida e perder o sono. Com eles o sonho.

… Não arriscar no receio de estragar o esboço que se finge pintura.

… Dar o ombro às armas em nome da paz, as pás para covas e trincheiras.

… Torcer para não partir. E acabar-se ficando sem ficar.

 

 

Street-Art-in-Poitiers-France.jpg

Liberdade é também gritar o que nos corre no sangue

E calar quando apetece.

Como eu farei agora, após salpicar de gritos as folhas da MJP.

Um beijo para ti que me convidaste.

E um beijo para quem te aqui (me) ler.

Imagem de Valentin Robert em Street Art Utopia

 

Texto da autoria de: Sarin

 

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Sarin 20.09.2019

    Obrigada, P.
    É texto mas Liberdade é princípio e é fim.
    :)
  • Tens razão. Há muitos que, tomando a Liberdade por Princípio, ficam, no final, sem ela. E há também outros que só ficam livres, no final disto tudo.
  • Imagem de perfil

    Sarin 20.09.2019

    Outros há que, tendo-a por princípio, adejam-na e protegem-na até ao fim. Por ser um fim em si mesma mas não apenas para si mesmos :)
  • Cuidado, quando se tomam abstracções como fins em si mesmos

    Recordando Manon Roland :

    « Ó Liberdade, quantos crimes se cometem em teu nome ! »

    E agora seguirá resposta, até nos chatearmos .
  • Imagem de perfil

    Sarin 20.09.2019

    Mas a Liberdade não é, para mim, uma abstracção, Pedro! ;)
    E não, não posso ficar só aqui que hoje é dia da passarada andar em voo e eu com eles, de cuco disfarçada :))
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Arquivo

      1. 2022
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2021
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D

    Em destaque no SAPO Blogs
    pub