Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

22
Fev21

Alimentos de A a Z... Castanha


No seguimento da rubrica "Alimentos de A a Z", hoje, apresento-vos a castanha.

 

Alimentos de A a Z_castanha.gif

 

O castanheiro (Castanea sativa Mill.) teve a sua origem na região leste do Mediterrâneo há mais de 90 milhões de anos, espalhando-se depois por todo o continente. A castanha é, provavelmente, um dos mais antigos alimentos consumidos pelos habitantes da região que, hoje, designamos por Europa.

Do ponto de vista nutricional, as castanhas constituem um verdadeiro tesouro alimentar (infelizmente, ainda, desconhecido para a maioria das pessoas).

Dez castanhas assadas (84g) fornecem apenas 2g de gordura, mas 17% da quantidade diária de fibra necessária. Isentas de glutén, podem substituir os cereais com glúten, fornecendo energia de qualidade para os doentes celíacos (com intolerância ao glutén), por exemplo.

A castanha é uma excelente fonte de vitaminas, minerais e compostos químicos protectores das células. Das vitaminas presentes na castanha é de realçar a grande quantidade de vitamina C (presente, sobretudo, nos citrinos), mas que aqui ganha importância, em especial para as populações do interior e durante o inverno. Dez castanhas assadas fornecem 36% das quantidades necessárias de vitamina C, 14 % da tiamina necessária, 21% da vitamina B6 e 15% do ácido fólico, este último habitualmente presente nos hortícolas de cor verde. Quanto aos minerais, a castanha fornece quantidades apreciáveis de cálcio, ferro, magnésio, potássio, fósforo, zinco, cobre, manganésio e selénio.

A castanha possui ainda diferentes fitoquímicos, nomeadamente, luteína, zeaxantina, e diversos compostos fenólicos que são importantes anti-oxidantes e protectores celulares.

Os hidratos de carbono presentes na castanha possuem quantidades apreciáveis de amiloses e amilopectinas, polissacarídeos que permitem o desenvolvimento da flora intestinal e a produção de cadeias de ácidos gordos de cadeia curta. Se a este facto, adicionarmos as substâncias indigeríveis (fibra) que estimulam a presença de bactérias probióticas benéficas no intestino, do género Bifidobacterium e Lactobacillus, encontramos na castanha um excelente aliado na redução dos processos inflamatórios (que poderão estar na génese de alguns cancros do intestino). A presença de fibra pode ainda contribuir para a regulação dos níveis de colesterol e da resposta de insulina.

Com tantos atributos é pena que a castanha não integre com mais frequência as nossas refeições, tanto em casa como na escola, podendo substituir o arroz, a massa ou a batata com frequência e com vantagens nutricionais. (Sobretudo dada a sua vasta produção em Portugal, desde a Serra da Padrela, Marvão-Portalegre, até Trancoso e à Terra Fria Transmontana).

 

Dicas para conservar e preparar castanhas 

  • Antes de assar ou cozer as castanhas, convém fazer um pequeno corte na pele, para evitar que rebentem. As castanhas devem ser bem cozidas e mastigadas para facilitar a assimilação.
  • Na loja, repare no estado da casca: deve apresentar-se brilhante.
  • As castanhas podem ser conservadas cozinhando-as numa calda de açúcar, conhecida por marron glacé.
  • As castanhas cruas, com casca, podem conservar-se, no congelador, durante 3 meses. No frigorífico, em sacos de plástico perfurados, até 1 mês. À temperatura ambiente, em lugar fresco, seco e bem ventilado, até 1 semana.
  • As castanhas cozinhadas, podem conservar-se até 6 meses no congelador.

A castanha é um fruto muito versátil, que permite variadíssimas utilizações culinárias, nomeadamente, como acompanhamento de assados ou em puré, como base para sopas e molhos, em pratos de carne e peixe, sobremesas, compotas e bolos.

 

Sugestões de utilização:

Bolachas de castanhas

Bolinhos de castanhas

Bolo de castanha e chocolate

Brownie de castanha

Camarão com castanhas

Carne de porco com castanhas (sem glúten)

Castanhas assadas (na frigideira)

Castanhas em calda

Castanhas salteadas com cogumelos

Codornizes de escabeche com castanhas

Crème brûlée de castanhas

Creme de cogumelos e castanhas

Creme de castanhas com erva-doce

Estufado de legumes com castanhas

Lombinho de porco com castanhas

Mousse de castanhas

Pão lusitano de bolota ou castanha

Sopa de castanhas

Tiramisu de castanha

Trufas de castanha e chocolate

 

https://www.saberviver.pt/comida/nutricao/o-que-deve-saber-sobre-castanhas/

https://www.medis.pt/mais-medis/dieta-e-nutricao/castanhas-um-fruto-cheio-de-nutrientes/

https://www.arodadaalimentacao.pt/alimentacao/castanhas-beneficios/

https://www.deco.proteste.pt/alimentacao/produtos-alimentares/dicas/castanhas-quentes-boas-e-nutritivas

https://florestas.pt/descobrir/sao-martinho-qual-a-origem-da-tradicao-das-castanhas/

https://claradesousa.pt/receita/receitas-com-castanha-doces-e-salgadas/

https://jornaldocentro.pt/online/lifestyle/quentes-e-boas-chegou-epoca-das-castanhas

https://nutrimento.pt/dicas/castanha-um-tesouro-nutricional-a-explorar-nesta-semana-de-sao-martinho/

 

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub