Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

22
Nov21

Alimentos de A a Z... Gengibre


Na sequência da rubrica "Alimentos de A a Z", hoje, apresento-vos o gengibre.

Alimentos de A a Z_gengibre.gif

O gengibre (Zingiber officinale) é mundialmente conhecido e apreciado como especiaria devido às suas características aromatizantes. No entanto, pode ser muito mais que um simples condimento. Originário da Ásia, depressa chegou à Europa e à América pela mão dos mercadores e colonizadores, devido às suas propriedades. Hoje, é cultivado em grande escala nos países tropicais, nomeadamente na Jamaica. A medicina chinesa e a ayurvédica utilizam o gengibre abundantemente na culinária e sempre o consideraram como um dos melhores remédios do mundo.

O componente mais usado desta planta é a raiz na qual estão identificados mais de 100 constituintes bioactivos, sendo de destacar o gingerol e o “shogaol” e respectivos derivados. A família do gingerol predomina no gengibre fresco, enquanto o grupo do “shogaol”, está mais presente no gengibre desidratado.

 

Informação Nutricional

A raiz de gengibre é rica em  e cobre. No entanto o interesse do gengibre deve-se essencialmente aos compostos bioactivos e não ao seu valor nutricional que acaba por ser irrelevante pelas quantidades em que é usado.

 

Benefícios associados ao consumo

Pelo facto dos seus componentes actuarem principalmente ao nível do aparelho digestivo, pode ser útil em casos de falta de apetite e digestões difíceis. Devido ao seu poder carminativo ajuda a combater à flatulência e a impedir a formação de gases.
Através de vários estudos realizados ao longo deste século, verificou-se que o gengibre é um eficaz antiemético, ou seja, útil em casos de enjoos, tanto provocados pelo movimento (viagens de avião, barco, carro, etc.), como originados por situações pós-operatórias ou tratamentos de quimioterapia. Para além disso e, por se tratar de uma planta cujos efeitos tóxicos são praticamente inexistentes, pode ser utilizado em casos de enjoos matinais durante a gravidez. Aliás, ao contrário do que sucede com certos medicamentos, a característica antimiética do gengibre não desencadeia efeitos secundários desagradáveis, como é o caso da sonolência.

Estão ainda descritas propriedades anti-sépticas, pelo que a utilização da raiz do gengibre se pode revelar benéfica em casos de constipações e gripes.

Devido às suas características pungentes (picantes), o gengibre é também um estimulante circulatório podendo ajudar em casos de frieiras e má circulação nas mãos e nos pés.

Existem também evidências de que pode ter um efeito termogénico, ou seja, aumentar o metabolismo e a produção de calor pelo organismo o que pode ter impacto no gasto energético e dessa forma ajudar à perda de peso.

Alguns estudos apresentam também evidências dos benefícios do gengibre na melhoria dos níveis plasmáticos de  e do metabolismo das gorduras promovendo, dessa forma, uma melhor saúde cardiovascular.

Os orientais costumam aplicar compressas de gengibre sobre zonas dolorosas para aliviar dores articulares e musculares.

Para além de todas estas aplicações, o gengibre é também utilizado no fabrico de bebidas (ginger ale), licores, doces e produtos cosméticos.

 

Advertências associadas ao consumo

O consumo excessivo, acima de 5 g de gengibre por dia, pode causar alguns efeitos indesejáveis que incluem dor de estômago, alteração dos batimentos do coração e diarreia.

O gengibre deve ser evitado por quem tem "pedra na vesícula" e/ou doenças hemorrágicas ou que utilizam medicamentos anticoagulantes, porque o gengibre pode aumentar o risco de hemorragia.

Pessoas que usam medicamentos para controlar a tensão alta e a diabetes só devem consumir o gengibre sob orientação médica, pois este pode interferir com o efeito dessa terapêutica, podendo causar hipotensão e hipoglicemia.

Durante a gravidez, o consumo máximo de gengibre deve ser de 1g por dia e por um intervalo máximo de 3 dias seguidos. No entanto, o gengibre não deve ser consumido próximo do trabalho de parto, pois pode aumentar o risco de hemorragia.

 

Como comprar e conservar

Aquando da compra de gengibre fresco escolha raízes intactas e com aspecto firme, casca lisa e isenta de bolores. Pode ser guardado no frigorífico até três semanas. Pode congelá-lo, com a casca. Em pó deve ser mantido num recipiente de vidro hermeticamente fechado em local fresco, escuro e seco. Pode também guardá-lo no frigorífico por vários meses.

 

Como utilizar

O gengibre pode ser usado na forma fresca, desidratada ou em pó, em preparações simples como chá ou em receitas mais elaboradas, como sopas, sumos, iogurtes ou saladas e é usado principalmente em doçaria e padaria (bolos, biscoitos e pão)

Chá de gengibre: o chá de gengibre pode ser preparado colocando 2 cm de gengibre fresco em 200 ml de água ou 1 colher de sopa de gengibre em pó num litro de água. Colocar os ingredientes numa panela e deixar ferver por 15 minutos. Desligar o fogo, tapar a panela e quando estiver morno, coar e beber.

Além disso, o gengibre também pode ser usado como óleo essencial, em massagens ou banhos de imersão.

Óleo essencial de gengibre: o óleo essencial de gengibre pode ser usado diluindo 3 a 5 gotas do óleo essencial numa colher de sopa de óleo vegetal (azeite, côco ou amêndoas) e aplicar na pele, massajando para tratamentos de dor muscular ou dores reumáticas. Outra forma de usar o óleo essencial de gengibre é diluir 15 gotas do óleo em 3 colheres de sopa de leite ou bebida vegetal e dissolver a mistura numa banheira, relaxando por 20 minutos.

 

Sugestões de utilização:

Areias de gengibre

Bifes de vaca com molho fresco de gengibre

Bolachas de gengibre

Bolachas de canela e gengibre

Bolinhas de batata-doce com gengibre e parmesão

Bolo de gengibre com limão e sementes de sésamo

Bolo de gengibre e cerveja preta

Bolo de gengibre natalício

Bolo de gengibre nepalês

Camarões com ananás e gengibre

Camarões com gengibre e hortelã

Canja de galinha com gengibre

Carapaus com gengibre e açafrão

Chutney de cebola roxa, maçã e gengibre

Coelho com gengibre

Creme de beterraba com gengibre

Latte de gengibre

Panquecas de gengibre

Perca com erva príncipe e gengibre

Pudim de lima e gengibre

Refresco de kiwi, pepino e gengibre

Risotto de espargos com sultanas e gengibre

Salada de polvo com gengibre e oregãos

Salmão escalfado com molho de gengibre

Sumo de uva e gengibre

Tarte de gengibre e chocolate

 

https://www.tuasaude.com/beneficios-do-gengibre/

https://saboreiaavida.nestle.pt/bem-estar/gengibre

https://www.celeiro.pt/cuide-de-si/temas-de-saude/gengibre

https://content.paodeacucar.com/saudabilidade/para-que-serve-o-gengibre

https://www.minervafoods.com/receitas/os-beneficios-do-gengibre-para-sua-saude/

 

22 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub