Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

04
Fev20

Dia Mundial contra o Cancro


O que é o Dia Mundial contra o Cancro?

O Dia Mundial contra o Cancro consiste numa campanha, na qual o mundo se pode unir com um único lema para evidenciar a luta contínua contra o cancro. Celebra-se, anualmente, a 4 de Fevereiro.

O objectivo desta comemoração é evitar milhões de mortes, que se podem prevenir, todos os anos, aumentando a consciencialização sobre o cancro na população em geral e pressionando os governos para que empreendam medidas contra esta doença.

 

Porque é tão importante o Dia Mundial contra o Cancro?

Porque a epidemia mundial de cancro é de enormes dimensões e prevê-se que continue a aumentar.

Se não forem tomadas medidas urgentes para fomentar uma maior tomada de consciência sobre o cancro e se não se implementarem estratégias globais para abordar esta doença, a previsão é de que, em 2025, o número de mortes prematuras, por cancro, se eleve para o alarmante valor de 6 milhões/ano.

O cancro constitui um desafio primordial para o desenvolvimento, já que atrasa os progressos sociais e económicos em todo o mundo. Em 2030, os países em desenvolvimento serão os mais afectados pelo cancro, com 21,4 milhões de novos casos, estimados, por ano. No entanto, ainda existe uma limitada vontade política para incluir o controlo do cancro num marco de desenvolvimento global.

O enorme risco que o cancro representa para o crescimento e desenvolvimento da economia continua sem ser reconhecido e, apesar da evidência que conhecemos sobre o efeito do dito risco, este pode ser gerido de forma eficaz, tornando rentável o investimento em saúde.

Estima-se que os custos imputados ao cancro alcancem os 458 mil milhões de dólares no ano 2030. No entanto, a Organização Mundial de Saúde prevê que um pacote básico de estratégias economicamente eficazes para tratar os factores de risco de cancro (tabagismo, alcoolismo, dieta pouco saudável e inactividade física) custaria, apenas, 2 mil milhões de dólares/ano.

Actualmente, existe a necessidade urgente de alcançar um compromisso global para estabelecer planos nacionais de controlo do cancro, em todos os países, que sejam, realmente, efectivos e exequíveis.

O Dia Mundial contra o Cancro oferece a oportunidade ideal para difundir informação fidedigna através dos meios de comunicação social, das redes sociais, ou passando palavra de “boca em boca”, melhorando, desta forma, o conceito que as pessoas têm do cancro.

Ainda subsistem inúmeros mitos sobre a doença e este dia comemorativo é a ocasião perfeita para informar o público e, com sorte, poder erradicá-los por completo. Uma maior educação e consciencialização sobre o cancro conduzirão a uma mudança positiva quer no âmbito individual, comunitário ou, até mesmo, nas políticas de saúde, permitindo, também, a continuidade de cuidados de saúde especializados aos doentes oncológicos.

Importa lembrar que o cancro é uma doença que não conhece fronteiras e que nos afectará a todos, em algum momento da vida, quer seja directa ou indirectamente, por isso, é um assunto a que ninguém pode ficar indiferente, porque a todos diz respeito.

 

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Paulo 04.02.2020

    Não concordo totalmente contigo, José.
    Repara, nos cancros "cá de casa": mieloma múltiplo e tumor numa glândula salivar. Estarão diretamente relacionados com "hábitos", sendo que das causas apontadas, somente a minha mãe é gulosa, não existindo as restantes?
    O que dizer acerca de processos citológicos, não referidos no texto, e influência do ambiente; sem esquecer a hereditariedade ? Devem ser abnegados? Como tal, discordo com a generalização "O problema é que julgam que nunca acontece a eles"
    Ambos sabemos que não.
    Abraço.
  • Imagem de perfil

    José da Xã 04.02.2020

    Paulo,

    Nao estava a falar de nós precisamente, mas tao-somente daqueles que depois de avisados continuam a achar que passam pelos intervalos da chuva, sem que nada lhes aconteça. Depois quando tem um problema dizem que tiveram azar.
    Eu tenho em casa um exemplar desses. O meu cunhado no dia de Natal teve um enfarte. Internamento, desobstrução das coronaris e CI. Veio para casa. Continua a fumar, a comer todas as porcarias e a ter uma vida sedentária. Se voltar a ter outro episódio cardíaco so se pode culpar a ele.
    E pior... é medico.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Arquivo

      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D