Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

... a vida depois da enfermagem...

Liberdade aos 42

... a vida depois da enfermagem...

10
Set19

Dia Mundial da Prevenção do Suicídio


World Suicide Prevention Day 2019 banner #wspd 2019Imagem: aqui

 

Hoje, 10 de Setembro, assinala-se o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, instituído em 2003, pela IASP (e apoiado pela OMS). Pretende-se, com esta comemoração, disseminar informação, reduzir o estigma e sensibilizar governos, instituições, profissionais de saúde, comunidade escolar, forças de segurança e população, em geral, para esta problemática, que atinge proporções alarmantes e tantas vidas ceifa, anualmente, em todo o Mundo.

Os dados, das investigações mais recentes, dão conta que, a cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio (25 fazem tentativas falhadas e muitas outras manifestam ideação suicida), o que se traduz em 800 mil vidas perdidas, por ano, em todo o Mundo.

Apesar de, o suicídio, poder atingir qualquer pessoa, a faixa etária correspondente aos 15-29 anos, requer especial atenção (onde o suicídio constitui a segunda causa de morte) sendo, também, mais frequente em indivíduos do género masculino (excepto na faixa etária 15-19 anos). Em Portugal, o comportamento suicidário dos homens é três vezes superior ao das mulheres.

É importante alertar para o facto de se tratar de uma causa de morte prevenível/ evitável, para tal, é fundamental desfazer alguns mitos.

Ao contrário do que, muitas vezes, ouvimos dizer:

  • as ameaças não devem ser ignoradas ou consideradas "chamadas de atenção", devem ser "levadas a sério" e constituir sinais de alerta;
  • após uma tentativa falhada a pessoa não "aprendeu a lição", permanece em risco e precisa de acompanhamento especializado;
  • o suicídio, nem sempre, constuitui um acto de impulsividade, muitas pessoas falam da sua intenção antecipadamente;
  • apesar de se verificar uma forte correlação, nem sempre, quem comete suicídio sofre de perturbação mental;
  • é importante abordar o tema, de forma responsável e aconselhar as pessoas com ideação suicida a procurar ajuda especializada.

 

O suicídio é um fenómeno complexo e multifacetado que requer, por isso, uma abordagem multi e interdisciplinar. 

Em Portugal, existe um Plano Nacional de Prevenção do Suicídio 2013 - 2017 (inserido no Programa Nacional de Saúde Mental), elaborado pela DGS, que se encontra muito aquém do seu cumprimento...

Por outro lado, a Sociedade Portuguesa de Suicidologia, fundada em 2010, tem desempenhado um papel relevante no que concerne à discussão e formação multidisciplinar em torno desta temática.

Muito, ainda, há a fazer, nomeadamente, no que se refere à partilha de informação fidedigna e combate ao estigma...

Partilho um vídeo, disponível no Youtube, que me parece conter informação relevante e acessível, que merece ser difundida... peço-vos, no entanto, que ignorem o final do vídeo, no que se refere aos locais/contactos, dado tratar-se de um vídeo brasileiro...

 

 

Contactos úteis:

Centro SOS-Voz Amiga: ajuda na solidão, ansiedade, depressão e risco de suicídio
Telef.: 21 354 45 45 - Diariamente das 16 às 24h
Telef.: 91 280 26 69 - Diariamente das 16 às 24h
Telef.: 96 352 46 60 - Diariamente das 16 às 24h

Linha Verde gratuita - 800 209 899 / Entre as 21.00 e as 24.00 horas
website: www.sosvozamiga.org

 

Saúde 24

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    MJP 10.09.2019

    Olá, R.! :)

    É um fenómeno, deveras, complexo e, muito poucos, se encontram "aptos" (e motivados) para abordar a temática...
    (provavelmente, foi das situações mais "duras" que enfrentei na minha vida profissional, sobretudo, quando as "vítimas" eram, maioritariamente, adolescentes... os primeiros a "julgar" e a "não entender" eram os pais... quantas vezes me apetecia "pegar nestas miúdas e levá-las para casa"...)

    Muito há a fazer e é preciso falar sobre o assunto... falar muito... falar todos os dias... talvez, assim, alguém ouse "mover-se" e "fazer acontecer"...

    Dia Feliz!

    Beijo
  • Imagem de perfil

    Robinson Kanes 10.09.2019

    Leia-se "vêm" ao invés de "vem".

    Parte sempre de tentar entender e perceber o comportamento. Enquanto não tivermos interesse nisso... Nem que seja para chegarmos à conclusão que é uma chamada de atenção, muitas das tentativas de suicídio são apenas uma forma de chamar à atenção, até porque, quando alguém está mesmo a fim de acabar com a vida, fá-lo sem deixar pontas soltas e é mais difícil conseguir trazer essa pessoa de volta.
  • Imagem de perfil

    MJP 10.09.2019

    Normalmente, se há as denominadas "chamadas de atenção" é porque há algo, de facto, "muito errado"... é preciso muita "paciência" e muita disponibilidade para estabelecer uma relação de confiança e "chegar à pessoa"...

    "quando alguém está mesmo a fim de acabar com a vida, fá-lo sem deixar pontas soltas e é mais difícil conseguir trazer essa pessoa de volta."
    (a Vida ensinou-me que, nem sempre, é assim...)
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Arquivo

      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D