Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

22
Fev19

O caminho da esperança


 

O caminho da esperança dá título a um livro da autoria de Stéphane Hessel e Edgar Morin, dois ilustres e geniais pensadores, que dispensam apresentações. Esta (pequena) obra literária notável (que, recomendo vivamente) constitui um apelo à mobilização cívica e ao exercício activo da cidadania.

Os autores começam por alertar para um facto incontornável: “Devemos tomar consciência de que a globalização é, ao mesmo tempo, o melhor e o pior que podia ter acontecido à humanidade. O melhor, porque todos os fragmentos da humanidade se tornaram, pela primeira vez, interdependentes, membros de uma comunidade. O pior, porque deu o tiro de partida para uma corrida desenfreada em direcção a catástrofes em série (…) se o progresso oferece prosperidade “à ocidental” a uma fracção da população mundial, produz também enormes zonas de miséria e segrega, em si, gigantescas desigualdades”.

No decurso do livro, os autores introduzem o conceito de “bem-viver” que, “pode parecer sinónimo de bem-estar, mas não é. O bem-viver, hoje em dia, deve incluir, sim, o bem-estar material, mas deve ser o contrário de uma concepção quantitativa que pensa conseguir bem-estar à custa do “sempre mais”, deve significar qualidade de vida, não quantidade de bens, e englobar, antes de mais, o bem-estar afectivo, psíquico e moral”.

É fundamental termos presente que: “a prosa da vida permite-nos sobreviver, mas viver é viver com poesia”.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D