Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

18
Dez20

Presépio Algarvio...


As celebrações associadas ao Natal têm início, no Algarve, a 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição. Nessa data, “deitam-se os trigos”, ou seja, pequenas sementes de trigo, milho, centeio ou alpista são colocadas em pequenos pratinhos de louça ou de barro (ou latas de conserva) para formar as “searinhas”, que enfeitarão os presépios.

O Presépio tradicional do Algarve não representa o cenário da gruta de Belém, conforme explica o Padre José da Cunha Duarte

"Nos tempos idos, nove dias antes do Natal, as famílias preparavam a casa para armar o Presépio ou armar o Menino. Geralmente faziam-no em cima de uma cómoda que se encontrava em frente da porta da casa de fora.

A casa era varrida e lavada. No chão, à frente da cómoda, ficava uma esteira de empreita, muitas vezes com motivos geométricos polícromos.

Em que difere e em que consiste o chamado Presépio Algarvio? Em cima da cómoda, revestida com uma toalha branca e com larga renda pendente, colocava-se um pequeno trono em escadaria, com aproveitamento de gavetas ou de medidas de cereais, também conhecido por altarinho, escadaria, penha ou charola, que imitava o altar-mor da Igreja.

Construído o trono, começava-se a ornar o Menino. As searinhas, germinadas dentro de chávenas ou pires pequenos desde a Festa da Imaculada Conceição, eram colocadas no trono, com arte, às quais se juntavam as típicas laranjas, que também se dependuravam na parede. A ladear o conjunto colocavam-se jarras com verdura, onde sobressaía a murta, o loureiro, o alecrim, a aroeira e a nespereira. Havia também a modalidade de se acrescentar à frente do trono ou a ladear o Menino, um arco enramado. Era o chamado Presépio armado em capela ou presépio com arco.

A encimar o trono erguia-se o Menino, primorosamente vestido, de pé, triunfante e vitorioso, rei e Senhor do Universo, o “botão” nascido da “roseira”. Por isso se colocava numa das mãos, um raminho de flores, geralmente de papel.

À frente do trono havia uma lamparina de azeite, sempre acesa até à festa da Apresentação de Jesus no templo e a Purificação de Nossa Senhora, em 02 de Fevereiro.

Diante deste Presépio se fazia a novena do Natal e circulavam famílias e amigos, pois o Menino vem para aproximar as pessoas, desfazer contendas, estreitar corações".

 

Presépio Algarvio.jpg

Presépio Algarvio

 

Esta tradição do Presépio em escadaria remonta, segundo alguns estudiosos na matéria, como é o caso do  Padre José da Cunha Duarte, à Idade Média, sendo típica do Algarve e podendo, também, encontrar-se na Ilha da Madeira, com a chamada “lapinha”, construída com três ou mais passadas (degraus) e ornamentada com frutas e searinhas. Nos Açores, o presépio com o Menino em pé denomina-se “altarinho” e são-lhe colocadas, igualmente, searinhas, sendo as paredes da sala onde ele é armado, ornamentadas com ramos de laranjeira e laranjas. 

Nota: No Barrocal Algarvio, as laranjas, colocadas no presépio, não eram apenas para ornamento. Possuir laranjas era sinal de distinção. Quando um afilhado ou pessoa amiga fazia uma visita na quadra natalícia, dava-se uma laranja que estava no Presépio. Se vinha o médico ou o prior a casa, as famílias ficavam muito felizes e sentiam-se honradas se eles retirassem uma peça de fruta do seu Presépio.

 

https://turismo.diocese-algarve.pt/tradicoes-do-algarve/item/692-natal-no-algarve

http://www.cgalgarve.com/presepio.html

http://www.aejbv.pt/pagina/images/2018-2019/presepio_tradicional_algarvio/Simbologia_do_Pres%C3%A9pio_Tradicional_Algarvio.pdf

http://museumunicipaldetavira.cm-tavira.pt/sites/default/files/COMO%20FAZER%20O%20PRESEPIO%20ALGARVIO.pdf

http://www.terraruiva.pt/2020/12/08/presepio-tradicional-algarvio-hoje-e-dia-de-semear-as-searinhas-de-natal/

https://agencia.ecclesia.pt/portal/o-natal-do-algarve-3/

https://barlavento.sapo.pt/destaque/presepio-algarvio-um-patrimonio-a-nao-esquecer

 

32 comentários

Comentar post

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub