Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Liberdade aos 42

... a vida depois da enfermagem...

Liberdade aos 42

... a vida depois da enfermagem...

26
Ago19

Wind of change...


 
Wind of Change
Scorpions
 
I follow the Moskva
Down to Gorky Park
Listening to the wind of change
An August summer night
Soldiers passing by
Listening to the wind of change

The world is closing in
Did you ever think
That we could be so close, like brothers
The future's in the air
I can feel it everywhere
Blowing with the wind of change

Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow dream away
in the wind of change

Walking down the street
Distant memories
Are buried in the past forever
I follow the Moskva
Down to Gorky Park
Listening to the wind of change

Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow share their dreams
With you and me
Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow dream away
in the wind of change

The wind of change
Blows straight into the face of time
Like a stormwind that will ring the freedom bell
For peace of mind
Let your balalaika sing
What my guitar wants to say

Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow share their dreams
With you and me
Take me to the magic of the moment
On a glory night
Where the children of tomorrow dream away
in the wind of change
 
 
Quase 30 anos volvidos (29, para ser mais precisa)... que ventos se fazem sentir?!... 

 

26
Jul19

Um elogio aos "Bravos"...


E quem são os "Bravos", perguntam vocês?!...

A resposta é simples... são todos vós que me lêem e, sobretudo, os que têm a generosidade e "coragem" de comentar...

Eu sou uma pessoa (muito) reservada, gosto de manter a Minha Vida na esfera privada... quando partilho algo de pessoal é, sempre, na Esperança de que possa, eventualmente, ajudar alguém a perspectivar "outro caminho"...

Como escrevi no último post, a morte é a minha "zona de conforto"... mas, estou certa, que não será a vossa e, mesmo assim, a vossa presença foi reveladora da vossa bravura... (como vos admiro e que grata me sinto por fazerem parte da Minha Vida!...)

Espero estar, sempre, à altura da vossa generosidade...

 

Deixo-vos, como banda sonora, o "hino" dos paliativistas... Walk on, dos U2!

Enjoy!

 

Sejam Felizes (e façam alguém Feliz pelo caminho!...)

Espalhem (o vosso) AMOR pelo Mundo!

 

28
Jun19

O AMOR é assim...


"O Amor alimenta-se a si próprio. O Amor não possui nem quer ser possuído. Porque o Amor basta ao Amor.

E não sonhar que podeis guiar o curso do amor, porque o amor, se vos escolher, marcará ele a vossa estrada. O amor não tem outro desejo senão o de existir e crescer."

Khalil gibran in O Profeta

 

 

Quem AMA não exclui... acomoda a "diferença" como algo positivo e enriquecedor...

Quem AMA é LIVRE!!!... sobretudo, livre de preconceitos...

Sejam Felizes!

Espalhem o (vosso) AMOR pelo Mundo!

 

30
Mai19

Estrela da tarde...


Bom dia, Pessoas Lindas e Maravilhosas!

Partilho, convosco, um poema sobejamente conhecido, que adoro...

Estrela da Tarde

Era a tarde mais longa de todas as tardes que me acontecia 
Eu esperava por ti, tu não vinhas, tardavas e eu entardecia 
Era tarde, tão tarde, que a boca tardando-lhe o beijo morria. 
Quando à boca da noite surgiste na tarde qual rosa tardia 
Quando nós nos olhámos, tardámos no beijo que a boca pedia 
E na tarde ficámos, unidos, ardendo na luz que morria 
Em nós dois nessa tarde em que tanto tardaste o sol amanhecia 
Era tarde de mais para haver outra noite, para haver outro dia. 

       Meu amor, meu amor 
       Minha estrela da tarde 
       Que o luar te amanheça 
       E o meu corpo te guarde. 
       Meu amor, meu amor 
       Eu não tenho a certeza 
       Se tu és a alegria 
       Ou se és a tristeza. 
       Meu amor, meu amor 
       Eu não tenho a certeza! 

Foi a noite mais bela de todas as noites que me adormeceram 
Dos nocturnos silêncios que à noite de aromas e beijos se encheram 
Foi a noite em que os nossos dois corpos cansados não adormeceram 
E da estrada mais linda da noite uma festa de fogo fizeram. 
Foram noites e noites que numa só noite nos aconteceram 
Era o dia da noite de todas as noites que nos precederam 
Era a noite mais clara daqueles que à noite se deram 
E entre os braços da noite, de tanto se amarem, vivendo morreram. 

       Meu amor, meu amor 
       Minha estrela da tarde 
       Que o luar te amanheça 
       E o meu corpo te guarde. 
       Meu amor, meu amor 
       Eu não tenho a certeza 
       Se tu és a alegria 
       Ou se és a tristeza. 
       Meu amor, meu amor 
       Eu não tenho a certeza! 

Eu não sei, meu amor, se o que digo é ternura, se é riso se é pranto 
É por ti que adormeço e acordado recordo no canto 
Essa tarde em que tarde surgiste dum triste e profundo recanto 
Essa noite em que cedo nasceste despida de mágoa e de espanto 
Meu amor, nunca é tarde nem cedo para quem se quer tanto! 

Ary dos Santos, in 'As Palavras das Cantigas' 
 
 
Muitos são os artistas que já deram voz a este maravilhoso poema...
partilho duas interpretações de que gosto, particularmente... 
 
 

António Zambujo

 

Amor Electro

Dia Feliz!