Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Liberdade aos 42

Liberdade aos 42

26
Ago21

No entardecer dos dias de Verão...


No entardecer dos dias de Verão, às vezes,

Ainda que não haja brisa nenhuma, parece

Que passa, um momento, uma leve brisa...

Mas as árvores permanecem imóveis

Em todas as folhas das suas folhas

E os nossos sentidos tiveram uma ilusão,

Tiveram a ilusão do que lhes agradaria...

 

Ah!, os sentidos, os doentes que vêem e ouvem!

Fôssemos nós como devíamos ser

E não haveria em nós necessidade de ilusão...

Bastar-nos-ia sentir com clareza e vida

E nem repararmos para que há sentidos...

 

Mas Graças a Deus que há imperfeição no Mundo

Porque a imperfeição é uma coisa,

E haver gente que erra é original,

E haver gente doente torna o Mundo engraçado.

Se não houvesse imperfeição, havia uma coisa a menos,

E deve haver muita coisa

Para termos muito que ver e ouvir...

Alberto Caeiro

 

 

F_2.JPG

Mata Nacional_Portimão

 

21
Jul21

Manhãs de Verão...


Gosto de caminhar à beira-mar, quando o Sol ainda não aquece e a praia está deserta...

 

Praia dos três irmãos...

 

28
Jun20

Bom domingo!


XLI - No entardecer dos dias de Verão, às vezes,

 

No entardecer dos dias de Verão, às vezes,

Ainda que não haja brisa nenhuma, parece

Que passa, um momento, uma leve brisa...

Mas as árvores permanecem imóveis

Em todas as folhas das suas folhas

E os nossos sentidos tiveram uma ilusão,

Tiveram a ilusão do que lhes agradaria...

 

Ah!, os sentidos, os doentes que vêem e ouvem!

Fôssemos nós como devíamos ser

E não haveria em nós necessidade de ilusão...

Bastar-nos-ia sentir com clareza e vida

E nem repararmos para que há sentidos...

 

Mas Graças a Deus que há imperfeição no Mundo

Porque a imperfeição é uma coisa,

E haver gente que erra é original,

E haver gente doente torna o Mundo engraçado.

Se não houvesse imperfeição, havia uma coisa a menos,

E deve haver muita coisa

Para termos muito que ver e ouvir...

"O Guardador de Rebanhos”. In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

 

Algar seco.JPGAlgar Seco_Carvoeiro

 

23
Jun20

Os dias de Verão...


 

Os dias de Verão

 

Os dias de verão vastos como um reino

Cintilantes de areia e maré lisa

Os quartos apuram seu fresco de penumbra

Irmão do lírio e da concha é o nosso corpo

 

Tempo é de repouso e festa

O instante é completo como um fruto

Irmão do universo é o nosso corpo

 

O destino torna-se próximo e legível

Enquanto no terraço fitamos o alto enigma familiar dos astros

Que em sua imóvel mobilidade nos conduzem

 

Como se em tudo aflorasse eternidade

 

Justa é a forma do nosso corpo

Sophia de Mello Breyner Andresen

 

Praia da Figueira.JPGPraia da Figueira

 

19
Ago19

Meu Querido mês de Agosto...


Pode, até, parecer paradoxal... mas, a verdade é que, eu, filha do Verão, nascida em pleno Agosto, não vim "equipada" (como seria suposto) para lidar com o calor... uma temperatura superior a 25 graus, já é coisa para me causar algum desconforto... a partir dos 30 graus, então, incomoda-me sobremaneira... sinto-me espoliada das minhas energias, respiro mal, canso-me facilmente, a minha paciência escasseia, a minha irritabilidade aumenta (exponencialmente)... só quero um sítio fresquinho, bem longe das multidões, que invadem o "Meu" Algarve, por esta altura...

O que, de facto, aprecio no Verão são os dias longos e as frutas e os legumes, próprios desta época...

Por isso, Meu Querido mês de Agosto, não me leves a mal... mas... desejo que chegues ao fim, (muito) rapidamente...

 

DSC02661.JPG

Um fim de tarde... Carvoeiro (Lagoa_Algarve)

 

09
Jul19

Receita leve e saudável...


Bom dia Pessoas Lindas e Maravilhosas!

Deixo-vos uma sugestão para o almoço...

simples, nutritiva, baixa em calorias, fácil (e rápida) de preparar e...

muito saborosa!

 

Salada Verde

salada.JPGSalada verde

 

Ingredientes:

  • 1 alface média
  • 2 ovos cozidos
  • 6 rabanetes
  • 1 cebola pequena
  • 2 c. (sopa) de sementes de girassol
  • 2 c. (sopa) de passas de uva (sem grainhas)
  • azeite q.b.
  • vinagre balsâmico (ou creme de vinagre balsâmico) q.b.
  • sal q.b.
  • folhas de manjericão, hortelã ou coentros (conforme o gosto pessoal) q.b.

 

Preparação:

Lavar a alface, muito bem, em água corrente (ou mergulhar as folhas, por alguns minutos, numa tigela com água e algumas gotas de vinagre).

"Migar" as folhas de alface com as mãos (para evitar a oxidação das folhas) e colocar numa taça. 

Cortar os rabanetes, em rodelas finas, e colocar numa taça com água e umas pedras de gelo (para ficarem crocantes), durante 30 minutos.

Cortar os ovos cozidos e a cebola, em rodelas, e adicionar à alface.

Adicionar os rabanetes, as passas e as sementes, misturar delicadamente, e temperar com o sal, o vinagre e o azeite.

Decorar com folhas de manjericão ou outra erva aromática, a gosto.

(Nota: se preparar a salada de véspera, guarde numa caixa hermética, no frigorífico, e adicione as sementes, as passas e os temperos, apenas, no momentos de servir.)

 

Bom apetite!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub